ENTENDA RAÇA: 7 LIVROS PARA LER NAS FÉRIAS


REDAÇÃO

Foto de Angela Davis retirada do site da Revista Cult

PELE NEGRA MÁSCARAS BRANCAS ( FRANTZ FANON)
Se você conhece ou é um dos que afirmam que “muitos negros também são racistas”, e “muitas vezes o racismo vem dos próprios negros”, esse livro é uma indicação perfeita pra essa pessoa. Um clássico de necessário para quem quer iniciar leituras raciais. Seu autor, Fanon, foi psiquiatra e filósofo de ascendência francesa e martinicana e desenvolveu alguns bons trabalhos que vão da descolonização à psicopatologização da colonização. Em Pele Negra Máscaras Brancas, o autor ajuda a responder muitas perguntas como a reprodução do racismo pelo negro e as configurações de relacionamentos para pessoas negras, mas avança para uma leitura sob o racismo que não se filtra a somente no campo sociológico.



NECROPOLÍTICA (ACHILLE MBEMBE)
Necropolítica é ideal para entender os processos estruturantes de nosso mundo e responde muitas interrogações que estão em nossas cabeças em relação às pautas dos movimentos negros. Muito divulgado e lido atualmente, essa obra tem sido, inclusive, muito procurada para compra. O que muita gente não sabe é que o livro advém de um artigo disponibilizado virtualmente. O autor, Achille Mbembe, é camaronês, filosofo e teórico político, ainda vivo. Possui outras obras fantásticas, como a próxima citada nesse artigo, mas em Necropolítica ele desenvolve diálogos com conceitos de poder e dominação sob os corpos negros a partir da lógica da violência e do controle, mas revirando “lógicas consensuais” sobre a escravidão, a descolonização e a negritude. Leitor de Fanon e Foucault, fica visível a influência, mas avança para além dos sentidos.



A CRÍTICA DA RAZÃO NEGRA (ACHILLE MBEMBE)


Maior parte dos conceitos filosóficos que utilizamos advém do ocidentalismo, nisso inclui-se o conceito de razão. Mbembe busca retirar o conceito de “razão negra” dessa forçada centralidade, formulando novos questionamentos e polemizando até mesmo com a ortodoxa negra. Nela, ele trata inclusive sobre o conceito de negro, de “homem-mercadoria”, mas ele não fica apenas nas microestruturas conceituais, ele avança para um debate global, universalizando as lógicas e o objeto de enfrentamento.

Não foi encontrado Link de Download, mas o livro é comercializado em vários sites e livrarias.



MULHERES, RAÇA E CLASSE (ANGELA DAVIS)
Ousamos dizer que Angela Davis é a maior teórica negra viva. Com posturas marcantes e revolucionárias, assumiu a dianteira na Onda Feminista global que é sobretudo negra. O título do livro dispensa qualquer apresentação, vale apenas referenciar a afirmação de Davis de que são as mulheres negras a base de qualquer sociedade. Vale menção honrosa para outras obras suas publicadas em português “Mulheres, Cultura e Política” e “A Liberdade é uma luta constante”.




O QUE É LUGAR DE FALA? (DJAMILA RIBEIRO)


De um lado usam o conceito de “Lugar de fala” como um silenciamento do outro, de outro lado usam o conceito como inimigo da emancipação da classe, dos dois lados há um emprego distanciado da teorização de Djamila Ribeiro. Talvez muita gente desconheça inclusive que há uma obra dela com esse nome. Na obra, Djamila, aprofunda o conceito pela via do feminismo negro e dos silêncios instituídos ao longo da história, além da influência direta de outras teóricas como Patricia Hill Collins, Grada Kilomba, Sueli Carneiro, Lélia Gonzales e Luiza Bairros. 

Não foi encontrado Link de Download, mas o livro é comercializado em vários sites e livrarias.


COLONIALIDADE DO PODER (ANIBAL QUIJANO)
Para ajudar a compreender como raça, classe e capitalismo estão intimamente ligados é a indicação ideal. Anibal Quijano foi um sociólogo peruano e faleceu este ano, deixando um legado importantíssimo para o aprofundamento à cerca das colonialidades presentes nas bases cultural e social. Quijano não desarticula, não separa, ao contrário teoriza sobre o que tem faltado em essência nas esquerdas e nos movimentos identitários. A leitura dessa obra permite darmos um salto em compreensões da totalidade sistêmica.



OLHOS D’ÁGUA (CONCEIÇÃO EVARISTO)
Pra quem curte o gênero literário, Conceição Evaristo é uma das escritoras negras brasileiras do momento. Após uma campanha fantástica a ocupar uma cadeira na Academia Brasileira de Letras e várias entrevistas que apontaram necessidades urgentes sob a questão racial no Brasil não poderia ficar de fora de forma alguma. Todas suas obras valem muito a leitura, mas indicamos uma das obras dela mais buscadas. Olhos D’Água é um compilado de crônicas carregadas de personagens negras, com uma linguagem forte e situações grossas e cruas que retratam diversas situações e que desvendam a crueldade do racismo nas suas diversas manifestações. É poética e chocante. Revira o estômago e pode levar às lágrimas.



ENTENDA RAÇA: 7 LIVROS PARA LER NAS FÉRIAS ENTENDA RAÇA: 7 LIVROS PARA LER NAS FÉRIAS Reviewed by Rede Idea Chek on dezembro 20, 2018 Rating: 5