ESTUDANTE DE MEDICINA DA UEFS, ACUSADO DE FRAUDAR COTA, SE FORMA SOB GRITOS DE PROTESTO

REDAÇÃO


Na quinta-feira (20) ocorreu a formatura de Medicina da Universidade Estadual de Feira de Santana, mas diferente do comum, vários estudantes de diferentes cursos da instituição, maior parte negros e integrantes do NENNUEFS (Núcleo de Estudantes Negras e Negros da UEFS), protestaram durante boa parte aos gritos de “ele não é quilombola”. O motivo foi que um estudante do curso, que estava colando grau, foi acusado pela instituição de fraudar o sistema de cotas com uma certificação falsa que dava a ele a condição de quilombola.

Em julho deste ano, após investigações e a não comprovação do estudante Joésio Mendes de ser remanescente de comunidade quilombola, a UEFS tomou a decisão de afastar o estudante (Veja Mais), porém na justiça o mesmo conseguiu uma liminar concedida pelo juiz Gustavo Rubens Hungria, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública.

O estudante em questão entrou na instituição em 2012 via cota específica para quilombolas, porém somente em 2017 a administração da universidade adentrou com inquérito disciplinar que teve como relatório final a conclusão da compra do certificado por Joésio. Vários pontos do inquérito foram questionados pela defesa do estudante.

A falha da universidade na demora da apuração é visível, porém não isenta a necessidade de se punir uma possível fraude e cobrar rigidez na fiscalização no sistema de cotas, já que em várias outras instituições do país, vários estudantes fraudam certificados, alimentando inclusive sistemas de compras e fornecimentos ilegais.

As cotas quilombolas assim como as indígenas são conquistas históricas e necessárias para avançar na justiça social e racial em um país onde muita gente morre na disputa absurda por terras, negando educação, saúde e habitação para aqueles que tiveram tudo arrancado. Um sistema eficiente de entrada nas universidades abre perspectivas únicas na vida dessas comunidades, influenciando positivamente na resistência desses povos e de suas culturas.

Nota da UEFS sobre a manifestação


ESTUDANTE DE MEDICINA DA UEFS, ACUSADO DE FRAUDAR COTA, SE FORMA SOB GRITOS DE PROTESTO ESTUDANTE DE MEDICINA DA UEFS, ACUSADO DE FRAUDAR COTA, SE FORMA SOB GRITOS DE PROTESTO Reviewed by Rede Idea Chek on dezembro 22, 2018 Rating: 5