ENTREVISTA: DEIVYSON LUAN, CEO DA BECO DE IDEIAS

1) QUANDO E COMO VOCÊ INICIOU O TRABALHO EM REDE?


Por incrível que pareça, tenho 9 anos na internet, mas comecei a procurar por profissionalismo e estudar mais o mercado digital, da publicidade e marketing quando dei origem ao Blog do Deivy, em Dezembro de 2015. Passei a estudar muitas estratégias e artistas de sucesso, tracei todo o conteúdo que precisaria produzir durante o meu primeiro crescimento de visibilidade dentro da internet, pois parece ser algo fácil, afinal você terá uma rede social enorme para divulgar aquilo que você produz - mas nem todo mundo se interessa pelo que você produziu. Um dos meus primeiros passos foi trabalhar a imagem que eu queria ter para quem me seguia, depois comecei a produzir os conteúdos voltados ao que tenho conhecimento e divulgar em grupos que já me conheciam, além de interagir com outros blogueiro como se estivesse dizendo ‘oi, estou aqui também’, mas com o interesse de me aproximar e estudar novas maneiras de produzir e escrever.


2) COMO É SER ALGUÉM JOVEM E EM UM UNIVERSO ONDE É MUITO DIFÍCIL GANHAR PROJEÇÃO SEM APOIO FINANCEIRO?


É uma ideia maluca. Como se estivesse colocando seu pescoço para o machado cortar. Mas também um desafio para todo conhecimento que adquiri ao longo de nove anos trabalhando com a internet, vamos nos arriscar no conhecimento e ao mesmo tempo colocar em prática as estratégias de marketing que traçamos e todo conceito de branding e conteúdo que designamos para o Beco de Ideias. A questão de apoio financeiro, patrocínio e investimentos para a agência foi uma decisão de todos nós, não queremos ter limitações durante o processo de desenvolvimento e crescimento da agência, e focar em lucros se tornou também uma alternativa jogada no lixo. Estamos investindo em parceiros comerciais para conseguir a nossa visibilidade-base para popularizar o nosso trabalho.


3) COMO VOCÊ ENXERGA O PAPEL DO DIGITAL INFLUENCER HOJE NAS RELAÇÕES POLÍTICAS?


Polêmico, né?! Durante as eleições passadas rolou muito disso, a cobrança de uma posição política se tornou uma espécie de arma das minorias para poderem saber quem está sendo ou não coerente com o que sempre pregou para o seu público, defendeu o mesmo, mas na ‘hora H’ tirou o barco do rio. Achei, durante um momento de que era apenas um fogo de palha, mas muitos artistas foram boicotados e empresas passaram a perder visibilidade dentro destes grupos sociais. Acontece, tudo só depende da maneira que você educa o seu público agir - se você quer ser ativo com causas sociais, o seu público vai te cobrar quando isso faltar.


4) O QUE É O PROJETO "BECO DE IDEIAS"?


Acredita que não temos uma definição padronizada? Mas gostamos de nos definir como uma Agência Criativa, pois a criatividade movimenta todos os nossos projetos, os nossos feitos e objetivos dentro da empresa. E claro, queremos atender à todos os públicos e levar a coerência sempre. E por focar muito em empreendedorismo, criamos também uma categoria dentro da editoria que falará sobre saúde mental, pois empreender não é somente estudar e pôr em prática aquilo que absorveu. É um processo de conhecer a si mesmo e as suas limitações. Acreditamos que produzir conteúdo deve ser uma atividade prazerosa, por isso estamos criando com o intuito de sanar muitas dúvidas que blogueiros, influenciadores digitais, criadores de conteúdo e pessoas criativas possuem e estão a procura de um apoio que simplifique tudo isso. E como disse, não queremos ser limitados inicialmente, mas temos em mente a venda de cursos, e-books, palestras e até mesmo prestação de serviços para empresas, serviço de consultoria em relação ao marketing, branding, público-alvo e muito mais. Estamos preparando um leque de ‘canais’ que futuramente trarão capital direto para a empresa.



5) COMO FUNCIONA O PROCESSO DE TRAÇAGEM DE UMA ESTRATÉGIA DE MARKETING PARA A ESCOLHA DE IMAGEM E FORMAÇÃO DE UMA EMPRESA?


Sempre me perguntaram isso pois tenho uma facilidade enorme com isso, mas é um processo natural e novamente, envolve o autoconhecimento, principalmente no que você deseja fazer. Funciona da seguinte maneira:
  1. Capturamos toda a essência do projeto, e de nós mesmos que estamos envolvidos no desenvolvimento da empresa. Como somos influenciadores digitais e criadores de conteúdo, logo vamos fazer algo que temos conhecimento.
  2. Faço a triagem do conteúdo, os nichos e publicações que nos farão capturar esse público que se identificará com o que produzimos.
  3. A imagem da empresa também é difundida dentro do público-alvo que possuímos. Se quero ser visto como um profissional no assunto, vou ter a linguagem mais formal e gerar algo que me faça ter essa autonomia. Mas se quero ser popular e ‘da galera’, tenho que interagir com o público mais informalmente.
  4. A empresa inteira é a composição do nicho (área em que atua), branding (imagem que tem entre o seu público), o conteúdo que produz e oferece ao seu público e como interage com o mesmo, tudo isso vai definir a relação que terá com os seus parceiros e quem serão os mesmos.



6) QUAL RELAÇÃO DEVE SE DESENHAR ENTRE UMA EMPRESA DESSE TIPO E PARCEIROS?


Existe uma dificuldade em dizer o que os parceiros farão e quão papel irão exercer. Mas não é uma questão decidida assim que conseguimos um parceiro ou investidor, todos nós que somos blogueiros e empreendedores precisamos estudar toda a empresa em questão e fazer um levantamento de possibilidades que poderão ser realizadas dentro desta parceria. Como nosso objetivo inicial é atrair atenção do público e manter uma certa visibilidade, nossas primeiras parcerias foram com blogs e sites para poder circular os nosso primeiros projetos. Toda parceria que realize deve ser com um intuito de colaboração, não adianta fazer uma junção de marcas e imagens visualizando somente o título que a outra marca possui, se torna algo vazio e completamente fútil. E todos os nosso parceiros possuem uma finalidade futura, seja de conteúdo exclusivo ou primeira mão do que produziremos, ou uma colaboração em algum projeto que faremos, afinal colaboração é o nosso intuito e não a competição.


7) E QUAIS OS PRÓXIMOS PROJETOS E OBJETIVOS DA AGÊNCIA?


Acabamos fazendo uma visão muito ampla da maneira que queremos administrar e gerir tudo que iremos fazer, é comum uma empresa ter uma visão ampla de toda a sua organização e investimentos futuros. E como disse, temos diversos parceiros que ainda irão entrar em cena de alguma maneira. O primeiro passo é o que já estava sendo projetado e produzido meses antes do Beco ir ao ar, mas não foi divulgado, é um e-book sobre branding e público-alvo, é simples mas com um conteúdo bem rico e detalhado sobre como fazemos o processo de estratégia. Além de algumas análises feitas sobre outros brandings e empresas. O segundo passo é produzir conteúdos voltados às redes sociais e promover o blog enquanto a ascensão do e-book acontece, e futuramente estaremos colocando um novo projeto no ar antes do meado do ano, é algo feito em colaboração, mas que fará muito sucesso e a produção gráfica vai ser para instigar e convidar o público para participar da nossa newsletter, no final também terá uma surpresa que dará um outro UP! na nossa visibilidade e aproximação com o público.


8) É IMPORTANTE HAVER UMA APROXIMAÇÃO COM O PÚBLICO? COMO FUNCIONA PARA VOCÊS?


O público é o pilar principal de toda empresa, a prova disso é quantas vezes já citei o mesmo. Mas toda empresa precisa estar próxima ao público para poder saber como a sua marca está sendo proliferada entre os usuários e clientes, é o comportamento do público que define os próximos rumores de uma empresa e qual será o primeiro passo de uma novo investimento ou o primeiro caminho de uma nova agência, como é o nosso caso. As informações que temos sobre os usuários dão uma noção sobre o que iremos fazer inicialmente, mas tudo depende da maneira que você educa o seu público.


9) E O EBOOK, COMO FOI A CRIAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO?


Apesar de ter muito conteúdo escrito e pouco visual, foi justamente esse ideal que quis levar com o ebook. Muito conteúdo e pouco efeito visual. Assim eu poderia focar no conteúdo e a sua qualidade, e não se iria ficar bonito ou não. E mesmo que tenha me dedicado bastante para realizar ele, não é uma aposta para fazer grande sucesso, apesar de confiar muito no marketing de conteúdo que podemos fazer! Trabalhamos em nossa newsletter, fizemos pouco alvoroço dentro das redes sociais e tomamos cuidado com a proporção que ele poderia ter tomado. Não queremos criar expectativas, nem da nossa parte e nem do usuário que pode vir a fazer o download e compartilhar com seus amigos, manter a estabilidade é necessário no começo de toda empresa para que possamos indo segurar o que está por vir.


10) VOCÊ COSTUMA ESTUDAR O TEMPO INTEIRO SOBRE O ASSUNTO?


Não o tempo inteiro, mas tento dedicar a maioria do meu período diário ao meu blog, ao Beco de Ideias, leitura e música. É necessário ter um equilíbrio também na vida. Como estou liderando a agência, estar atualizado à novidade e outros tipos de administrar projetos é necessário para compôr os meus ideais, e acredito que seja também o de todo líder. A leitura é sempre necessária, ela abre caminhos e expande as oportunidades. Eu leio para saber como estudar os parceiros da agência, como apresentar uma proposta ou colocar um projeto em ação, mas sempre mantendo uma boa saúde mental para lidar com as novidades e os ‘picos de emoção’ que posso ter com o decorrer do negócio. 

Recentemente, lançamos nosso primeiro ebook gratuito 'Como as pessoas te enxergam'. Todos podem adquirir gratuitamente e fazer o download, ou ler online. Pode clicar aqui.


ENTREVISTA: DEIVYSON LUAN, CEO DA BECO DE IDEIAS ENTREVISTA: DEIVYSON LUAN, CEO DA BECO DE IDEIAS Reviewed by Deivyson Luan on fevereiro 28, 2019 Rating: 5